Desculpa, amiguinho, mas tenho outra dúvida. Desta vez é sobre os hebraicos. Sei que David foi rei mas ele foi um bom ou um mau rei?? Já li as duas versões. Obrigada e que Deus te abençoe. Beijinhos para todos!!! Joana

 

Olá Joana

 

Quando não conhecemos bem alguém e nos dizem que é uma boa ou uma má pessoa, ficamos logo com um juízo, ou melhor, um pre juízo  acerca dessa pessoa. Para evitar preconceitos, o melhor é conhecer o outro directamente sem querermos obter qualquer tipo de juízo, e assim teremos uma visão mais verdadeira acerca dessa pessoa.

Vamos dar uma vista de olhos pelo álbum de fotografias de David, já que ele viveu entre 1041 e 971a.C. (antes de Cristo, da nossa era). Bom, e naquele tempo não havia fotografias, e os israelitas também não representavam a figura humana porque isso fazia parte da idolatria. Por isso, temos de procurar a vida de David no melhor dos álbuns: a Bíblia.

Olha-me só esta foto: (1 Samuel 16, 1-13) Estão 7 rapazes altos, fortes e de boa aparência sentados à volta de uma mesa, e o pai deles, todos boquiabertos a verem o profeta Samuel a ungir David, o irmão mais novo.

O povo de Israel não tinha rei, porque Deus era o seu rei e Senhor dos exércitos. Mas o povo queria um rei como os outros povos. Samuel falou com Deus e Deus aceitou. Saul foi o escolhido, e conquistou muitas terras, mas o Senhor um dia disse a Samuel: “Arrependo-me de haver constituído Saul rei, porquanto deixou de me seguir e não executou as minhas palavras.” (1 Samuel 15, 11) Então o Senhor pediu para Samuel ungir outro como rei. Samuel escutou bem o que o Senhor lhe disse, por isso não escolheu como rei qualquer um daqueles 7 irmãos, que tinham a aparência de príncipes encantados, mas mandou chamar David, o miúdo que andava a brincar no campo, cantava e tocava lira enquanto tomava conta do rebanho. Quando Samuel o ungiu com azeite, o Espírito do Senhor precipitou-se sobre David desse dia em diante.

Olha aqui, (1 Samuel 16, 14-23) David a tocar a lira e o rei Saul com um ar angélico a ouvir.

Só Samuel, é que sabia que o Senhor tinha escolhido David como rei. Por isso, quando Saul pediu que lhe trouxessem alguém que soubesse tocar música para ficar mais calmo, não se importou com David. Passou a gostar tanto dele, que até fez dele um escudeiro; um protegido do rei e que andava sempre com ele.

 Esta foto é famosa (1 Samuel 17, 32-54) David com uma funda na mão a atirar uma pedra da ribeira à cabeça de Golias, o gigante, mas como não cabe na foto, só lá estão as pernas!

Os filisteus eram um povo com um exército muito forte e numeroso; um gigante, comparado com o povo de Israel.

David, enquanto pastor, preocupava-se muito com o seu rebanho, e não deixava que leões e lobos levassem as ovelhas. Assim, também não deixava que os outros povos fizessem mal ao povo do Senhor. Afinal, nada melhor para rei que um bom pastor; esta é a lógica de Deus!

Jónatas e David (1 Samuel 18, 1-4) Não é carnaval! David é o que está muito bem vestido, com a roupa de Jónatas, filho do rei Saul, e o príncipe Jónatas parece um criado de David. Dois amigos íntimos e verdadeiros até à morte.

Jónatas (Presente de Deus) é um amigo fiel, simples, e preocupava-se com a vida de David (O Amado). Um amigo de coração. Salvou-lhe muitas vezes a vida das mãos do rei e seu pai Saul (Inferno)!

Jónatas deu tudo o que tinha, o seu reino, as suas armas, a sua herança a David. Fez David herdeiro de Saul, só porque a sua amizade era de amor puro.

As dançarinas (1 Samuel 18, 5-16) David feliz da vida ao pé de Jonatas e dos seus militares enquanto admiram a dança e o canto das bailarinas. Um pouco mais ao fundo está Saul,  parece um pouco triste e apreensivo.

David era um excelente estratega militar, e cada vez que ía para a luta, vinha vitorioso. As mulheres vinham de todas as cidades cantarem para o receber. Uma das músicas dizia: “Saul matou mil, mas David dez mil” Saul começou a ter inveja de David. Até por duas vezes lhe atirou “distraidamente” uma lança enquanto David tocava lira para ele, mas David escapou!

Saul percebeu que o Senhor estava com David, e por isso o mandava para a guerra, talvez alguém o atingisse!

Noivo sem noiva (1 Samuel 18, 17-30) David muito triste vestido com fato de casamento.

Saul enganou David. Disse que lhe dava a filha Merob em casamento, mas depois casou-a com outro.

Micol, outra filha de Saul apaixonou-se por David, e quando Saul soube ficou contente, afinal tinha outra oportunidade para o enganar... ainda tentou dar-lhe uma tarefa difícil para que morresse, mas David conseguiu cumpri-la, e Saul teve de lhe dar Micol. David era cada vez mais popular, e o Senhor estava com ele.

Saul e o conselho  (1 Samuel 19, 1-7) Saul sentado no trono, com ar decidido, e  Jonatas a seu lado muito preocupado. Os oficiais do exército em sentido a ouvirem.

Saul comunicou a Jonatas e aos oficiais que tinha a intenção de levar David à morte. Assim que Jonatas pode, foi contar a David: “Meu pai procura a tua morte. Amanhã foge e esconde-te, que eu fico ao pé de meu pai e assim que souber de alguma coisa digo-te”. Depois, quando andavam no campo à procura de David, disse Jonatas a Saul “Não peque o rei contra David, ele conquistou tantas terras e deu grande vitória a Israel, porquê matá-lo sem motivo?”. E Saul desistiu da ideia. Jonatas foi ter com David e este voltou para ao pé de Saul.

David a fugir  (1 Samuel 19, 8-17) David a descer pela janela, e Micol a despedir-se dele cheia de lágrimas, triste e contente.

Assim que Saul pode, toca de lhe deitar outra lança enquanto ele tocava lira. David nem esperou, fugiu logo para casa, e Saul mandou que lhe vigiassem a casa para o matarem logo de manhã. Disse-lhe Micol “Se não escapas esta noite, amanhã serás um homem morto!”. Despediram-se e David desceu pela janela. Micol, colocou na cama umas peles de cabra e tapou com um manto. No dia seguinte os soldados vieram e ela disse-lhes que David estava doente. Mas Saul insistiu e quando viu o que lá estava disse a Micol “Porque me traíste?” e Micol respondeu: ”David disse-me: deixa-me partir ou mato-te”

Depois disto, Saul deu Micol a outro homem.

Samuel em êxtase (1 Samuel 19, 8-24) Samuel de pé, em êxtase, com muitos soldados no chão a delirarem, e  Saul com eles todo nu, com David a fugir ao longe.

Depois de ter fugido de casa com a ajuda de Micol, David foi ter com Samuel. Saul soube e enviou vários homens para o prenderem. Como não voltavam, enviou mais por três vezes, até que ele mesmo, Saul, foi lá para ver o que se estava a passar. Quando lá chegou, encontrou Samuel em êxtase com os outros sacerdotes, todos a delirarem, e Saul começou a delirar também, tal como todos os outros homens que tinha enviado, e despiu-se todo e caiu no chão, e lá ficou todo nu durante um dia e uma noite. David aproveitou para fugir e foi ter com Jonatas.

Jonatas e David (1 Samuel 20, 1-17) Jonatas, com uma flecha na mão, e David entretidos a conversarem

Os dois amigos apercebem-se de que Saul já não diz nada a Jonatas acerca do que tenciona fazer a David. Por isso combinam uma forma de comunicarem sem se encontrarem e sem que os outros saibam. Jonatas acaba por descobrir que Saul, a quem o delírio deixou na mesma, continua a procurar David para o matar. Saul estava tão transtornado que até queria ferir o próprio Jonatas por este o querer convencer de que David não fez mal nenhum. nem jantou nessa noite, e no dia seguinte foi visar David de que a sua vida estava em perigo. Abraçaram-se, sem saberem que não se iriam encontrar tão cedo.

David procura armas (1 Samuel 21, 2-16) David com a espada de Golias

David foi a Nob ter com um sacerdote Aquimelec e este arranjou-lhe armas e mantimentos, sem saber que David tinha fugido e estava a ser perseguido por Saul. Até lhe deu a espada de Golias. Quando Saul soube disso, matou Aquimelec e toda a sua família, só escapou um filho Abiatar, que fugiu e foi ter com David.

David na caverna de Odolam (1 Samuel 20, 1-17) David dentro da caverna com muitos fora-da-lei, cerca de quatrocentos.

David avisou os seus familiares, e estes apareceram, e juntamente com eles vieram todos aqueles que estavam descontentes com Saul. Deixou os seus pais com o rei de Moab enquanto que David permaneceu na caverna com os seus homens e depois foi para a floresta.

Abiatar avisa David (1 Samuel 23, 1-14) Na cidade de Ceila, Abiatar encontra-se com David..

David, mesmo fugindo de Saul, quando soube que os filisteus tinham atacado Ceila, dirigiu-se para lá com os seus homens e libertou a cidade. Os filisteus tiveram uma grande derrota, e todos souberam. Abiatar vem avisar David de que Saul está perto e conta-lhe tudo o que aconteceu à sua família em Nob. Fugiram de Ceila, David, os seus homens, e Abiatar,  para as montanhas do deserto.

Jonatas visita David (1 Samuel 23, 15-18) Jonatas e David no deserto .

Jonatas e David encontram-se pela última vez sem o saberem. Até fazem planos, David rei e Jonatas seu braço direito. Amigos até ao fim

Saul na Garganta das Separações (1 Samuel 23, 19-28) David num dos lados da montanha e Saul no outro. O cavalo de Saul está todo empinado.

Este era o grande dia para Saul, estava quase a apanhar David quando vem um mensageiro dizer-lhe: “Vem depressa, os filisteus invadiram o país”. Saul tem de decidir rapidamente, e deixa de perseguir David e vai ao encontro dos filisteus. Quem diria, aqueles que David derrotou ajudaram-no sem o saberem!

Na gruta em Engadi (1 Samuel 24, 1-23) Saul, dentro da gruta, a fazer as suas necessidades, e David a cortar um pedaço do manto de Saul. Ao fundo, na gruta, estão os homens de David a rir, e lá fora os homens de Saul a fazer guarda de honra.

Afinal os reis também vão à casa de banho. E Saul, completamente indefeso, fica sem um bocado do manto. David até ficou com remorsos por lhe cortar a orla do manto! Depois de Saul sair da gruta, e de descer com os seus homens aquele monte, David e os seus homens saem também da gruta e David grita com voz forte: “Senhor meu rei!”, e inclinou-se até ao chão, e depois mostrando a orla do manto diz : “Hoje Deus entregou-te às minhas mãos e eu poupei-te a vida; não te fiz mal e andas atrás de mim para me matares” Saul chorou, e pediu para que David não fizesse mal aos seus descendentes quando fosse rei. David voltou para o esconderijo e Saul para casa.

David casa com Abigail (1 Samuel 25, 1-44) David, e Abigail.

David no meio das suas duas mulheres Abigail e Aquinoam. Depois de ter ficado sem Micol, casou-se com Aquinoam. Falta o profeta Samuel, que tinha morrido há pouco tempo. Abigail, traíu o seu próprio marido Nabal porque o considerou injusto para com David e os seus homens. Nabal entretanto andava numa festa e embebedou-se. Quando acordou e Abigail lhe contou que dera presentes a David e aos seus homens, teve um ataque cardíaco e morreu. David casou então com Abigail para ela não ficar sozinha.

Noite no deserto de Zif (1 Samuel 26, 1-25) Saul dorme com a sua lança perto da cabeça, no meio do seu exército. De pé, David, debruçado sobre Saul com a mão na lança, e Abisái, guerreiro de David, a apanhar um púcaro de água.

Saul não desistia, e foi até ao deserto de Zif, onde adormeceu com todo o seu exército. david desceu dos montes e foi até onde Saul dormia e roubou-lhe a lança e o púcaro de água. Depois, voltou para o cimo do monte e de lá berrou com voz forte, que acordou todos. E disse aos guardas de Saul “Então vocês não guardam o rei olhem a aqui a lança e a bilha d’água do rei. Venha cá um dos moços buscar isto!”. E lá foi um buscar. Nesse dia Saul voltou para casa uma vez mais envergonhado de perseguir David ... mas não desistia!

Siceleg, terra de Judá no meio dos Filisteus (1 Samuel 27, 1-12) David à porta de casa abraçando as suas duas mulheres, Abigail e Aquinoam.

David então foi viver para o meio dos filisteus, inimigos de Israel, e aí Saul deixou de o perseguir. O rei de Gat deu a David uma cidade Siceleg, para si e seus seiscentos homens.

David atacava e matava todos os homens e mulheres de tribos amigas dos filisteus, que viviam longe, e depois voltava e dizia a Aquis, rei de Gat, que tinha lutado contra os inimigos dos filisteus, em Negueb. Aquis ficava todo contente, pois pensava que David lhe fazia um grande favor e também porque isso significava que em Israel ninguém iria gostar de David e este ficaria seu servo para sempre. Por isso David e os seus homens quando atacavam matavam todos, para que ninguém contasse a verdade a Aquis.

A Feiticeira de Endor (1 Samuel 28, 1-25) A feiticeira aterrada, o espírito de Samuel aparece no meio do fumo, e Saul firme.

Saul tinha expulso todas as feiticeiras de Israel, porque só Deus é o Senhor. Mas depois de Samuel morrer o Senhor já não falava a ninguém. Saul, decide ir às escondidas ter com uma feiticeira que tinha ficado em Endor, e pede-lhe para chamar o espírito de Samuel. Quando Samuel aparece, a feiticeira reconhece-o e fica apavorada, pois apercebe-se que é Saul quem está ali. Saul diz que não fará mal à feiticeira, e Samuel fala: “Porque vieste perturbar o meu descanso? Amanhã tu, os teus filhos e os teus homens morrerão às mãos dos filisteus, porque tu desobedeceste a Deus e Ele entregou o teu reino a David.” Só por pouco é que Saul não morreu logo ali!

Siceleg destruída (1 Samuel 29, 1 - 30,31) David e os seus homens choram no meio de Siceleg que está destruída e incendiada, não há mulheres nem crianças.

David e seus homens tinham saído de Siceleg e foram ter com Aquis que se juntou a outros filisteus, mas estes não queriam que David e seus homens lutassem com eles, e voltaram para Siceleg. Quando lá chegaram, estava tudo a arder, as mulheres e crianças tinham sido levadas pelos amalecitas.

Resolveram perseguir os amalecitas e mataram todos os que não conseguiram fugir, e recuperaram assim as mulheres, os filhos e todo o gado que tinha sido roubado. E ficaram com muitas outras coisas que dividiram entre todos.

Batalha de Gelboé (1 Samuel 31, 1-13) Saul tem uma espada atravessada na barriga, ao lado dos seus filhos Jonatas, Abinadab, Melquisua e do seu escudeiro, todos mortos. O cenário é de guerra.

Os filisteus mataram os filhos de Saul e depois vinham matar Saul, que preferiu morrer com a sua própria espada. O escudeiro, a quem Saul tinha pedido que o matasse e não o fez, ao ver isto, matou-se também. Os filisteus, depois cortaram a cabeça a Saul e andaram com ela nas terras dos filisteus e nos seus templos.

David recebe notícias (1 Samuel 28, 1-25) Um homem todo rasgado e cansado, está aos pés de David que está a rasgar as suas próprias vestes

David recebe a notícia da morte de Saul e de Jonatas. Depois faz este poema e canta-o:

 

Ah, ornamento de Israel!
Nos teus altos foi ferido,
como caíram os poderosos!

 

Não o noticieis em Gat,
não o publiqueis nas ruas de Ascalom,
para que não se alegrem as filhas dos filisteus,
para que não saltem de contentamento as filhas dos incircuncisos.

 

Vós, montes de Gelboé,
nem orvalho, nem chuva caia sobre vós,
nem haja campos de ofertas alçadas,
pois aí desprezivelmente foi desonrado o escudo dos poderosos.

 

O escudo de Saul,
como se não fora ungido com óleo,
Foi-o com o sangue dos feridos,
da gordura dos valentes;
O arco de Jonatas jamais hesitou,

nem voltou vazia a espada de Saul.

 

Saul e Jonatas, tão amados e queridos na sua vida,
também na sua morte não se separaram;
eram mais ligeiros do que as águias,
mais fortes do que os leões.

 

Vós, filhas de Israel, chorai por Saul,
que vos vestia de escarlata em delícias,
que vos fazia trazer ornamentos de ouro sobre as vossas vestes.

 

Como caíram os poderosos, no meio do combate!
Jonatas, a tua morte dilacerou-me o coração,
tenho o coração apertado por tua causa,
meu irmão Jonatas.

 

Tu me eras imensamente querido,
Mais maravilhoso me era o teu amor
do que o amor das mulheres.

 

Como caíram os poderosos,
e pereceram as armas de guerra

(2 Samuel 17-27)

 

David coroado rei de Judá (2 Samuel 2, 1 - 4,12) No monte Hebron, David e suas duas mulheres Abigail e Aquinoam. Estão a ungir David com óleo, ao longe, pequenas tribos divididas mas juntas não parecem estar contentes.

David é sagrado rei de Judá, mas há uns descendentes de Saúl que parecem não gostar. Eles são do reino do norte, chamado de Israel, tribos com os seus chefes mas que ainda se vão aguentando juntas.

Judá e Israel lutaram, a batalha de Gabaon, e David venceu. Continuaram pequenas guerras, mas David vencia cada vez mais.

David teve um filho de cada uma das suas seis mulheres.

Abner, chefe do exército do norte, decide fazer aliança com David e assim terminarem as guerras. David aceitou, se lhe fosse devolvida Micol, a sua primeira mulher. Isso foi feito, com muita tristeza do seu marido.

David deixou Abner ir em paz, mas outros por vingança o mataram, e uma vez mais David chora quando sabe da notícia.

David coroado rei de Judá e de Israel (2 Samuel 5, 1-25) David ungido pelos anciãos de Israel. As suas sete mulheres estão felizes e amigas.

David é feito rei de Israel e de Judá. Todo o Israel está unido sob um rei escolhido pelo Senhor, o pastor das ovelhas. David tem trinta anos e ainda vai reinar quarenta.

David, com os seus homens, conquista Jerusalém, fortaleza de Sião, cidade de David.

Os filisteus juntam-se e querem capturar David, mas são vencidos.

A Arca em Jerusalém (2 Samuel 6, 1-23) David dança à frente da Arca da Aliança, num carro puxado por bois, e o povo também dança com citaras e tamborins.

David dança, dança, dança, à frente do Senhor.

A Arca da Aliança é transportada de Baala até Jerusalém.

Profecia de Natã (2 Samuel 7, 1-29) Natã conta a David o seu sonho.

David queria construir uma casa para a Arca da Aliança, pois achava que era mais digna do que ele que já tinha uma casa. O profeta Natã achou que era boa ideia, mas depois Deus disse a Natã para dizer isto a David:

“Nunca habitei numa casa, andei sempre na tenda a acompanhar o povo que veio do Egipto. Tirei-te a ti das pastagens para te fazer rei, preparei um lugar para Israel, e tomarei conta de ti e da tua descendência. Achas que iria querer uma casa feita por ti? A tua descendência é que a construirá, serei para ela um pai e ela será para mim um filho, se for preciso castigá-lo-ei, mas a minha protecção ficará sempre sobre ele. A tua casa e a tua realeza subsistirão para sempre diante de mim, e o teu trono se estabelecerá para sempre”.

O filho de Jonatas (2 Samuel 9, 1-13) David à mesa com Meribaal aleijado dos pés a ser servido por Siba.

David foi à procura de um descendente da casa de Saul para o tratar com benevolência por causa da amizade que tinha com Jonatas. E Siba, um dos servos de Saul cuidava de Meribaal que era aleijado de ambos os pés. David deu a Meribaal toda a herança de Saul e sua família, e Siba e sua família é que tratava dos bens de Meribaal.

Betsabéia no banho (2 Samuel 11, 1-27) David no terraço de sua casa espreita Betsabéia a tomar banho na piscina.

David enviava o seu exército a combater aqueles que não respeitavam as terras de Israel e Joab era chefe do exército de Israel. Um dia, enquanto os homens combatem, David no terraço da sua casa repara em Betsabéia, muito bonita, mulher de Urias, que tomava banho. David mandou-a chamar, e deitou-se com ela. Betsabéia achando-se grávida, mandou dizê-lo a David. David então pediu a Joab que lhe enviassem Urias. Quando chegou, David pergunta a Urias acerca da guerra e diz-lhe para ir descansar para casa. Urias, como estava com os seus homens, preferiu ficar acampado à porta de David. David tentou embebedar Urias, mas este, mesmo bêbado, não foi para casa e ficou ao pé dos seus homens.

David então mandou dizer a Joab que colocasse Urias no lugar mais perigoso da batalha, e depois se retirasse para que o inimigo matasse Urias. E assim se fez.

Quando Betsabéia soube que Urias tinha morrido, ficou de luto. Quando terminou o luto, david mandou-a chamar e casou-se com ela. Ela deu à luz um filho. O Senhor Deus, ficou descontente com este gesto de david.

A ovelha (2 Samuel 12, 1-15) David a escutar o que o profeta Natã lhe conta..

O profeta Natã conta a seguinte história: “Havia dois homens na cidade, um rico e o outro pobre. O rico tinha muitas ovelhas e vacas, o pobre só tinha uma ovelha que foi criada com os seus filhos, comeu do seu pão e bebeu do seu copo, e dormia no seu colo, era como uma filha. Veio um visitante à casa do homem rico, e este não lhe quis dar uma das suas ovelhas, e por isso foi buscar a do pobre e ofereceu-a ao visitante.”

David, cheio de cólera, disse “Esse homem é digno de morte, porque não teve piedade, deverá pagar 4 vezes mais.”.

Natã disse então: “Esse homem és tu!”

David compreendeu então a história e disse “Pequei contra Deus”. e Natã disse a David: “Deus perdoa a tua falta, por isso não morrerás. Mas, devido ao teu procedimento, o filho que tiveste morrerá”.

Salomão (2 Samuel 12, 15-25) David e Betsabéia com uma criança ao colo.

David jejuou para ver se Deus se compadecia e não chamava a si o filho de Bétsabéia ... mas a criança morreu. Depois disso, David e Bétsabéia tiveram outro filho ao qual puseram o nome de Salomão.

Filhos e filhas de David (2 Samuel 12, 15-25) Absalão, Tamar e Amnon, a brincar quando eram pequeninos.

Quando os filhos das várias mulheres de David cresceram, violentaram-se entre si. Amnon violou Tamar e Absalão matou Amnon. Os outros filhos de David queriam matar Absalão, e este foge para um reino vizinho. David fica muito entristecido e pretende castigar Absalão, mas este fica longe durante 3 anos.

A viúva de Técua (2 Samuel 14, 1-24) Uma mulher disfarçada de viúva a contar a sua história a David, com Joab, escondido atrás de uma cortina a ouvir a conversa.

Salva-me ó rei – diz a viúva – meu marido morreu e tenho dois filhos. Eles discutiram no campo, não havia ninguém para os separar, e um feriu o outro e o matou. Então toda a família se levantou contra mim e disse “Entrega-nos esse fratricida para que o matemos, a ele e à sua descendência”.

David disse à mulher, eu mesmo vou resolver o teu problema; traz-me quem te ameaçou, e ninguém tocará nesse teu filho.

Aí a mulher disse: Ao pronunciar tal sentença o rei torna-se culpado, pois não consente que Absalão seu filho, volte para Jerusalém.

David compreendeu a história e soube depois que tinha sido Joab a preparar aquele teatro. Permitiu que Absalão voltasse para Jerusalém, e não lhe fez mal, mas também o não quis ver.

David foge de Absalão (2 Samuel 14, 25 – 16,19) David foge a pé com a sua família e no terraço do palácio ficam 10 concubinas para o guardar e dizem adeus, esperando que David volte.

Absalão foi a Hebron e fez-se coroar rei. David e os seus homens tiveram de fugir de Jerusalém para que Absalão e os seus homens os não matassem. David deixou também em Jerusalém alguns homens influentes que serviriam como espiões e fariam confusão ao governo de Absalão.

Semei, que era descendente de Saul, andava a amaldiçoar David e atirava-lhe pedras, enquanto este fugia com os sues homens e família, mas David não deixava que se fizesse mal a Semei, pois David sabia que era Deus quem o guardava a si mesmo, por isso recebia esses insultos e pedradas como vindas do próprio Deus.

 Absalão e as Concubinas de David (2 Samuel 16, 20 – 15,23) Absalão na tenda com as concubinas de David.

Absalão para mostrar que era completamente contra David, não respeitou as concubinas nem nada que pertencesse a David. Deste modo fazia amigos entre os inimigos de David.

Morte de Absalão (2 Samuel 17, 1 – 19,15) Absalão pendurado pelos cabelos nos galhos de uma árvore, com o burro onde ia, a fugir, perseguido pela guarda de David.

Absalão e o seu conselho procura encontrar David para o encurralar a si e aos seus homens. Houve uma grande batalha, e o exército de Absalão sai derrotado. Absalão foge num burro, e ao passar por baixo de um carvalho, os seus cabelos, que eram muito grandes, ficaram presos na árvore.

 Absalão pendurado entre o céu e a terra pelos cabelos. Joab atirou-lhe três flechas, e outros o mataram, depois sepultaram-no debaixo de muitas pedras. Isarel soube, e a guerra terminou.

Quando David soube que Absalão tinha morrido, chorou muito e gritava “Meu filho Absalão, Absalão meu filho, meu filho”.

Salomão sagrado rei (1 Reis 1, 28-40) Sacerdotes e profetas ungem Salomão rei de Israel.

Houve ainda muitas conquistas de terras por parte de Davi. Davi também compôs muitos salmos que cantam a Glória de Deus manifestada no seu povo. David, resolveu sagrar rei a Salomão, filho de Betsábeia, e o pediu ao sacerdote Sadoc e ao profeta Natã.

Salomão foi um grande rei, mas não houve nenhum outro como David.

Testamento e morte de David (1 Reis 2, 1-11) Sacerdotes e profetas ungem Salomão rei de Israel.

David disse a Salomão «Eu avanço pelo caminho por onde vai toda a gente; tem coragem e sê um homem! Observa os mandamentos do Senhor, teu Deus, andando nos seus caminhos, guardando as suas leis, seus preceitos, seus costumes e exigências, conforme está escrito na Lei de Moisés; assim terás êxito em todos os teus planos e acções. Assim o Senhor fará cumprir a sua palavra que me dirigiu quando disse: «Se os teus filhos velarem pela sua conduta e andarem na minha presença com lealdade, com todo o seu coração e toda a sua alma, então sim, jamais algum dos teus filhos deixará de se sentar sobre o trono de Israel»

David morreu, juntando-se a seus pais e foi sepultado na cidade de David. A duração do reinado de David sobre Israel foi de quarenta anos. Em Hebron reinou sete anos e em Jerusalém trinta e três.

 


 Aqui está a longa história do rei David. A descendência de David ainda continua ... certo dia, «dois cegos, assentados à beira do caminho, tendo ouvido que Jesus passava, clamaram: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de nós! Mas a multidão os repreendia para que se calassem; eles, porém, gritavam cada vez mais: Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de nós! Então, parando Jesus, chamou-os e perguntou: Que quereis que eu vos faça? Responderam: Senhor, que se nos abram os olhos. Compadecido, Jesus tocou-lhes os olhos, e imediatamente recuperaram a vista e o foram seguindo» (Mateus 20, 30-34)


 

Para reflectir

 

·       Jonatas traiu o pai dele várias vezes. É contra o mandamento que diz “Honra teu pai e mãe.” O que achas disso? Gostarias de ter algum amigo como Jonatas?

·       Micol mentiu e traiu Saul, seu pai e rei. Para salvar David o seu marido. Depois Saul deu-a a outro homem. Será Micol fiel?

·       Parece que às vezes somos capazes de trair por causa do amor. Se trair é mau e amar é bem, em que é que ficamos?

·       Esta até dá para rir; Saul perseguia David, e David ao fugir atacava os inimigos de Saul e conquistava essas terras para Saul. Coloca-te no lugar de David e depois no de Saul; que sentimentos experimentas?

·       O que achas no modo como fazem ver a David, através de histórias, como a da ovelha e a da viúva de Técua, de que é mais fácil julgar os outros do que a si mesmo? Pensa numa situação de injustiça que viveste ou que presenciaste. Como é que a podes contar, de modo a que a pessoa que foi injusta contigo se aperceba de tal, sem que contudo se considere acusada directamente por ti?

·       Como aceitava David os males que lhe iam acontecendo?

·       Como reagia David perante aqueles que o perseguiam?

·       Porque chamavam a Jesus Filho de David ?

 

Vitor Vaz da Silva

victorix@clix.pt

CARTAS